Recomeçando os vinhos com abril

Artigos

Abril abre os grandes acontecimentos do vinho de 2019. O tradicional evento Descorchados celebra o lançamento do guia que é referência para os vinhos sul-americanos, organizado por Patricio Tapia – sempre acompanhado pelo editor de vinhos da Revista Adega Eduardo Millan – nas cidades de São Paulo no dia 9 de abril e no Rio … Read More

Alguns destaques do vinho e bebidas em 2018 (3)

Artigos

Feira do importador Dentre as importadoras que apresentaram seus produtos, merece destaque a Adega Alentejana, que com seu Road Show trouxe um time de primeira. Entre proprietários e enólogos, só para ficar em Portugal: Andrea Tavares (Quinta de Chocapalha), Hamilton Reis (Cortes de Cima), Joana Roque do Vale (Roquevale), Margarida Cabaço (Monte dos Cabaços), Olga … Read More

Alguns destaques do vinho e bebidas em 2018 (2)

Artigos

Grandes Eventos do Vinho A lacuna deixada pela tradicional Expovinis fez o consumidor procurar outras bandas. O destaque em 2018 fica para a sexta edição da Feira Naturebas , organizada por Lis Cereja e Ramatis Russo. A Casa das Caldeiras ficou lotada de um público curioso por “vinhos naturais, orgânicos e biodinâmicos, além de produtos … Read More

Alguns destaques do vinho e bebidas em 2018 (1)

Artigos

Eventos oficiais Relembrando o que 2018 nos proveu de bons momentos, destaco Portugal dentre os países que fizeram o maior esforço na promoção de seus vinhos. Com a feira Vinhos de Portugal em junho, organizada pela Exponor junto à Vini Portugal, trouxe importantes produtores que não pouparam seus melhores tintos e brancos para oferecer ao … Read More

Gambero Rosso em nova visita

Vinhos em Destaque

Após dois anos, São Paulo voltou a receber neste mês o encontro “Top Italian Wines Roadshow” do grupo editorial Gambero Rosso , responsável por obras de referência no mundo do vinho e da gastronomia, além de promotora de eventos nessas áreas. Produtores representados no mercado e outros buscando importadores dividiam o salão, apresentando seus espumantes, brancos … Read More

Turismo enológico no Chile

Curtas

Ruta Natureba resultou da intimidade com o vinho orgânico e biodinâmico de Didú Russo com a experiência em turismo de Artur Farias.

Trata-se de uma alternativa inteligente para quem quer fazer turismo em pequenos grupos em vinícolas com propostas mais “Naturebas”, com atendimento diferenciado, sem envolver gastos com pacotes de viagens internacionais e hospedagens. O projeto Ruta Natureba propõe três roteiros de um dia cada, visitando duas vinícolas de uma determinada região próxima a Santiago do Chile. Serão recepcionados, por exemplo, pelos brasileiros Marcos Attilio & Angela Mochi da Tunquen Wines, produtores no vale de Casablanca de alguns dos vinhos de minha predileção; a Odfjell Vineyards, com sua bela arquitetura, faz parte do roteiro do vale do Maipo, enquanto que a biodinâmica Viña Tipaume, da família Pouzet-Grez, é uma das escolhidas no vale de Cachapoal.

Os valores variam de U$135 a U$220 por pessoa. Maiores informações podem ser obtidas com o Artur Farias no email artur@321chile.cl.

Um abril bastante agitado

Recomendações

A agenda dos vinhos vinha acontecendo timidamente nos primeiros meses. Fevereiro e março trouxeram novidades. Abril começa para dar volume com o que vem de fora, sem esquecer os nacionais. Itália, Portugal e América Latina estarão aí com toda a força. No dia 5/4 desembarcará em São Paulo o Top Italian Wines Roadshow do grupo … Read More

Nova leva de vinhos da importadora Decanter

Vinhos em Destaque

Algumas empresas tem apresentado novidades no portfólio, sejam novas safras, sejam novos rótulos. No mês passado a Decanter iniciou o desfile de novidades. Isso dentro dos critérios relatados pelo diretor Adolar Hermann: produtos sem defeitos, sob a bússola da qualidade O resultado foi a diminuição do ticket médio dos vinhos, acompanhado do aumento do volume … Read More

Saiu no Harpers (19/3/2018)

Curtas

Henkell compra participação majoritária da Freixenet

A matéria de Lisa Riley para o site britânico Harpers  comenta que a empresa alemã de espumantes Henkell adquiriu participação de 50,7% na Freixenet, gigante catalão da cava.

O texto especula que o valor da transação seja algo perto dos 220 milhões de euros, e que os principais acionistas, entre eles José Ferrer and José Luis Bonet, mantiveram suas ações.

Os jornais espanhóis vinham traçando nos últimos meses o desenrolar da negociação.

Mas a história vem mais de longe. Há questão de dois anos, o noticiário El País abordava a polêmica da abertura dos livros para os potenciais compradores, falando explicitamente da Henkell, assunto debatido no conselho de administração entre as três famílias proprietárias.

De qualquer forma, a aquisição ainda está sujeita à aprovação das autoridades antitruste.

Jurançon – uma região ainda a ser descoberta

Vinícolas pelo Mundo

Jurançon – uma região ainda a ser descoberta   Quando escolhi Jurançon para ser a primeira região a visitar por conta própria, seu vinho era pouco conhecido. Nesses 17 anos, a situação não melhorou: se naquela época podiam ser encontrados por aqui rótulos do Domaine Cauhapé e do Clos Uroulat, hoje parece ser o Clos … Read More

Relatório da OIV sobre as variedades de uva pelo mundo

Artigos, Recomendações

A OIV (Organisation Internationale de la Vigne et du Vin) é uma organização intergovernamental de natureza científica e técnica, de competência reconhecida nos domínios da videira, vinho, bebidas à base de vinho, uvas de mesa, uva passa e outros produtos da vinha. A OIV lançou no seu site na semana passada um interessante trabalho, que merece … Read More

Saiu na Decanter (26/2/2018)

Curtas

Jefford on Monday: Lifting the veil

Na sua coluna semanal postada hoje no site inglês Decanter, Andrew Jefford faz um curioso paralelo entre 3 vinhos criados com flor: o Vin Jaune, o Jerez Fino / Manzanilla, e o Szamorodni Tokaji seco.

Aproveitando sua participação no Simpósio sobre “Vins de Voile” que ocorreu neste ano paralelo à Percée du Vin Jaune, cada vez mais badalada festa do vinho realizada no Jura, Jefford aproveita para discutir uma longa série de por quês tratados no encontro, com a participação de feras do Jerez como Jesús Barquín e Eduardo Ojeda da Equipo Navazos, e Paolo Medina da Williams & Humbert.

No texto se fala sobre as cepas de leveduras, a evolução nos processos de elaboração, os equilíbrios nesses 3 vinhos.

O título da coluna, lifting the veil, “levantando o véu” (revelando o segredo), faz uma menção bem humorada à complexidade do mecanismo de produção dessas preciosidades, utilizando designação da flor microbiana em francês, voile, véu.

Vale a leitura: www.decanter.com/wine-news/opinion/jefford-on-monday/wines-of-jura-comparison-385099/

Na foto, extrato do cartaz oficial da Percée du Vin Jaune realizada em Etoile em 3 e 4 de fevereiro deste ano.

As bebidas no baralho

Baralhos

Jogo de cartas e bebidas  ̶  principalmente vinhos  ̶  são bons companheiros. Conforme local e época, fumo também acompanhava: na Alemanha na primeira metade do século 20, vários baralhos traziam propaganda de charutos e cigarros. A primeira aparição da taça de vinho nas cartas deve ter sido como naipe. O maço que se usa para … Read More

Mercado de vinhos em 2017

Curtas

Adão Augusto Morellatto apresentou sua análise mercadológica anual de vinhos importados ‒vinhos finos e espumantes ‒ trabalho que vem fazendo há 17 anos.
O ano de 2017 viu um surpreendente crescimento de vendas de 31% em valor e 32% em volume em relação a 2016. Resumidamente pode-se destacar a contribuição expressiva de Portugal, França, Itália e Espanha, além do crescimento dos líderes Chile e Argentina; com menor participação, saltos da África do Sul, Uruguai e EUA, enquanto que Austrália, Nova Zelândia e Alemanha tiveram desempenho pior que o ano anterior.
O ranking pelo critério de valor é liderado pelo Chile, com praticamente 40% do mercado, seguido por Argentina, Portugal, França, Itália e Espanha, num total para essas seis nações exportadoras de quase 95% de market share. É curioso como os espumantes Champagne, Prosecco e Cava contribuíram para esse desempenho.
Considerando agora o critério de volume para esses países, totalizando 92% das importações, a França cai para a sexta posição. A participação do líder Chile sobe para quase 43% do volume que entrou no país.
Adão destaca o papel do ecommerce e dos supermercados, além de pequenas importadoras focadas em segmentos do mercado.
Que 2018 repita a dose!

Salton Gerações Antonio “Nini” Salton 2011

Vinhos em Destaque

Para aqueles ainda descrentes na qualidade do vinho elaborado no Brasil, costumo servi-los às cegas. Isso eu faço desde 1984, quando numa reunião entre amigos um Merlot da Granja União com cerca de oito aninhos venceu seus pares do Chile, Espanha e França. Qualquer dia escrevo essa experiência com detalhes. Aconteceu o mesmo com este … Read More

Previsões para a safra gaúcha de uva 2018

Curtas

Se por um lado espera-se ter um volume normal de uvas na safra corrente no Rio Grande do Sul, por outro se prevê um período mais dilatado de colheita, conforme noticiário do Ibravin. O estimado por Enio Ângelo Todeschini, engenheiro agrônomo da EMATER/RS, é colher em torno de 600 mil toneladas de uvas para processamento (destinadas a elaboração de vinhos, espumantes e sucos de uva), ou 750 mil toneladas incluindo-se o consumo in natura. Oscar Ló, presidente do Ibravin, comentou que as primeiras uvas foram colhidas ainda em dezembro de 2017, antecipando cerca de 15 dias o período normal. Chardonnay e Pinot Noir foram as viníferas mais precoces. Vamos torcer para que a qualidade nas garrafas de 2018 corresponda à torcida geral.

Cartas & Vinhos nas previsões do Didú

Curtas

Didú Russo especulou possibilidades para o ano de 2018 em seu prestigioso portal. Algumas apostas como “O Vinho vai Crescer como em todo ano.” bastante prováveis; outras, como “Pagliari vai lançar seu site”, praticamente certas. Esperamos que se concretize outra aposta, “… no lançamento (do site) fará palestra sobre O Baralho e o Vinho”. Vamos aguardar.

Livro: Vinho fino brasileiro

Recomendações

Publicado há dois anos, a obra de Rogerio Dardeau veio se aprofundar num assunto pouco conhecido entre os apreciadores de vinhos deste país, o vinho fino brasileiro. Sim, fora meia dúzia de empresas com estrutura logística e de divulgação, o nosso vinho está injustamente longe do enófilo, com exceção do gaúcho, que o consome costumeiramente. … Read More

O que é baralho

Baralhos

Baralho ou cartas de jogar é um conjunto de cartões uniformes com imagens gráficas usado para jogos. De um lado apresenta número de pintas e figuras, em séries com hierarquia de valores, séries essas denominadas naipes (normalmente em número de 4); de outro lado tem dorso uniforme de forma que não possa identificar a que … Read More

Tio Pepe – Jerez Fino Muy Seco

Vinhos em Destaque

Um vinho versátil Quando foi feita a reformulação visual da garrafa do jerez fino Tio Pepe, foram realocadas as informações que constavam no rótulo anterior: o nome do vinho e o logotipo do produtor são agora serigrafados no vasilhame, deixando mais limpa a etiqueta central, onde foi acrescido o nome da variedade de uva, a … Read More

O consumidor numa feira de vinhos

Artigos

O primeiro passo antecede ao momento da feira. É importante procurar se informar sobre os produtores ali presentes; quais as características da região ali representada, conhecer um pouco da linha de vinhos de cada um deles, saber quem os importa – se forem produtos estrangeiros – e, por que não, os nomes das pessoas envolvidas … Read More

Conhecendo o vinho

Vinícolas pelo Mundo

Matt Kramer, jornalista de vinhos de Portland, EUA, costuma dizer que para conhecer um vinho é necessário bebê-lo em diversos momentos de sua maturação. Existe outra dimensão na compreensão do vinho: visitar aonde ele é criado, respirando o ar da região, conversando com o enólogo, vivendo e compreendendo o ambiente onde a bebida nasceu. Posso … Read More